quarta-feira, 14 de abril de 2010

Movimento Nacional em Defesa dos Policiais Civis

http://www.cobrapol.org.br/noticias.asp?cod=1289

A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) lança oficialmente na próxima quarta-feira, dia 21 de abril, em Manaus, o “Movimento Nacional em Defesa dos Policiais Civis”. Com o slogan “Valorizar o policial é respeitar o contribuinte”, a campanha visa levantar um debate nacional sobre as dificuldades que a categoria enfrenta e, em especial, sobre a diferença salarial existente entre uma região para outra do país.
Neste sentido, uma das principais reivindicações defendidas pela categoria é a criação do Piso Salarial Nacional (PEC 446/09), em tramitação na Câmara dos Deputados. “Existe uma diferença salarial muito grande entre uma região e outra do país. O salário é maior ou menor, de acordo com o local onde o policial trabalhe. Porém, os riscos são os mesmos. Mudar essa realidade é um dos eixos da campanha”, explica Jânio Bosco Gandra, presidente da Cobrapol, que confirmou presença em Manaus para o lançamento do Movimento.

A campanha foi inaugurada nacionalmente no dia 15 de março, na Assembleia Legislativa de São Paulo, com a presença de centenas de policiais vindos de todas as regiões do país. Quem quiser contribuir com o movimento, pode doar R$ 20,00 e ganhar uma camiseta. “É importante que os policiais de todo o país vistam a camisa do Movimento Nacional, não só literalmente, mas também participando das atividades de mobilização convocadas pela Cobrapol e os sindicatos nos estados”, alerta Gandra.

Uma paralisação nacional de 24 horas está prevista para a próxima sexta-feira, dia 23 de abril. E, caso a Câmara dos Deputados não vote a PEC 446/09, os policiais podem deflagrar uma greve por tempo indeterminado. Se o Piso Salarial Nacional for aprovado, a remuneração inicial do policial em todo o país será de R$ 3,5 mil. “É qualidade de vida para o policial e sua família, mas também representa melhoria da segurança pública, na medida que o policial não precisará mais fazer trabalhos extras para complementar a renda”, ressalta Gandra.

Por Giselle do Valle
Fonte: Imprensa Cobrapol

3 comentários:

  1. Paralisação da POlícia Federal causa fila em frente à sede, em São Paulo (Foto: Débora Miranda/G1)A Polícia Federal promove paralisação nesta quarta-feira (14) em todo o país, reivindicando reajuste salarial. De acordo com Sindicato dos Servidores da Polícia Federal, os serviços essenciais como passaporte, escolta de presos e aeroportos não devem ser interrompidos, mas haverá a chamada “operação padrão” nos aeroportos de Congonhas e Cumbica, que deve gerar filas para os usuários.

    Durante a operação, policiais federais pedirão documentos a quem for embarcar após a passagem no detector de metais –atualmente os documentos são requisitados apenas no salão de embarque. A ação faz parte dos protestos e a PF já antecipa: vai criar filas. Em Congonhas, a operação acontecerá das 12h às 14h, e em Cumbica das 17h até 20h, afirma o sindicato.

    A paralisação acontece nesta manhã, na sede da Polícia Federal, na Lapa, Zona Oeste de São Paulo. Às 10h, quando os portões foram fechados, uma fila já se aglomerava na entrada. Os funcionários estavam liberando apenas a entrada de quem tinha agendamento para fazer passaporte. As outras pessoas eram orientadas a retornar outro dia – já que a princípio a paralisação deve durar apenas um dia.

    Se as reivindicações não forem atendidas, no entanto, os policiais federais já têm data para a próxima parada: dia 28 de abril. Nessa data, a paralisação deve ser maior, de dois dias. E as interrupções no trabalho devem aumentar.

    De acordo com Francisco Carlos Sabino, diretor de relações de trabalho da Federação Nacional dos Policiais Federais e vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Federal, o reajuste salarial pedido é de cerca de 24%. Segundo ele, de 2002 a 2009, o governo federal deu reajuste de 552% a algumas classe do Executivo, enquanto que a PF teve, no mesmo período, 83%.

    “Nosso movimento pela reestruturação salarial é nacional. Queremos que seja dado a nós o que foi dado a eles. Nunca se trabalhou tanto na PF, mas não queremos apenas elogios”. Ele afirma que a expectativa é deixar os salários equivalentes aos da Receita Federal. “O salário inicial seria de cerca de R$ 12 mil”, afirma. “Em 2002, nosso salário era referência para os servidores”.

    A expectativa do sindicato é que cerca de 600 pessoas se reúnam na mobilização de São Paulo e cerca de 10 mil no país todo.

    ResponderExcluir
  2. HILTON CARLOS CUNHA17 de abril de 2010 11:37

    Bom dia, Agente Policial. Fico na duvida se vc é o mesmo q insere comentários no blog do Flavio Lapa, caso seja, ou não, percebo ou melhor, lendo suas opiniões chego a conclusão de que se trata de um policial civil nato, por isso meu respeito por vc. Tenho hoje 60 anos de idade, 28 de polícia civil, tres netos, e uma ficha limpa( não estou aqui me comparando a candidato ), fui como diriam os mais antigos,cana dura, linha de frente, até aqui tudo bem, não vim aqui fazer propaganda da minha vida profissional, apenas me igualar a vc qto a decepção, desmotivação e com o saco bem cheio com relação aos que verdadeiramente deveriam nos administrar, coordenar e organizar nossa polícia civil. Disse tudo isso pra perguntar a mim mesmo, e o que ganhei com noites e noites mal dormidas, incontaveis flagrantes que se arrastavam por madrugadas afora, entrar em tiroteios, correr com vtrs feito louco pra dar apoio a quem pedia, descer o braço em mala folgado, perder um contato mais familiar com os filhos crescendo??? Ganhei o respeito dos meus parceiros e colegas e de algumas poucas vitimas de patrimonio. SÓ!. Quero acreditar que nesse ano ainda veremos muita coisa boa a nosso favor, pela POLÍCIA CIVIL, por todos nós e por vc, um garotão, que veste a camisa e gosta do que faz.Perdõe pelo discurso. Faz tempo que estava me atrevendo a lhe enviar msg. Fique com Deus. SEMPRE.

    ResponderExcluir
  3. eu,entendo que já hora sairmos dessa vergonha salarial entre os demais como;policiais civis e policia federal de brasilia,sao os mais bem pagos do país,o restante é estrangeiro sem moral.o melhor é ser filho do rei, mas esta proximo de acabar com tanta discriminaçao.salarial.

    ResponderExcluir

Atenção! Os comentários ofensivos à Instituição ou pessoas serão de responsabilidade exclusiva de quem comenta, inclusive será divulgado o endereço IP, se solicitado.